Dica da Semana – Acondicionamento da Isca

 Nesta reportagem Gabriel Ferreira faz algumas considerações sobre iscas e seu devido acondicionamento.

No meu tempo de Nabo (15 anos atrás), eu costumava pescar no costão  do Gragoatá e dificilmente fisgava um peixe. Um dia, chegaram uns três japoneses e começaram a fisgar peixe atrás de peixe. Eu, com meu material humilde e como bom observador, passei um bom tempo olhando antes de perguntar. Ao me aproximar, fui muito bem recebido pelos pescadores nissei. Passei então a questionar tudo: anzóis, os caniços, molinetes e etc…  Quando perguntei qual era a isca do camarada, ele chegou para mim e disse: A isca?! Eu indaguei: Sim. E ele respondeu: a isca tem que ser a mais conservada de todas: pode ser sardinha, camarão, lula, tatuí, sarnambi… Qualquer isca, desde que ela seja tratada com muito carinho, bem acondicionada.

Assim, cheguei a algumas conclusões e adotei alguns cuidados que utilizo até os dias de hoje:

ATENÇÃO: JAMAIS deixar que a isca de Pesca de água salgada vá na água doce: estraga a consistência (ficam moles e de cores diferentes). Eu fiquei bobo com o comentário do meu amigo oriental e NUNCA mais esqueci. É amigo… vivendo e aprendendo. Tira o atrativo principal: a isca perde suas características principais. Além de influenciar com o cheiro que a isca dispersa entro d´água. Depois disso fiz um teste e realmente foi comprovado que a isca tem que ser muito bem tratada e bem acondicionada. O pouco que eu aprendi vou tentar escrever aqui.

Como fazer:
 
1- Camarão: Não limpar o camarão: tirar da água salgada e  no menor tempo possível enrolar no papel alumínio (de 300 em 300g que é o suficiente para fazermos uma boa pescaria). Se precisar levar 2 embrulhos (1 de reserva) e limpar o camarão na hora que for colocar no anzol.
 
2- Sardinha: Nada de colocar sal (Pelo amor de Deus!). O sal deixa a isca ressecada (dura) e consome as fibras e a isca não fica funcional como antes pois perde o cheiro. Fazer filés e acondicionar em papel aluminio e colocar em um pote e congelador.
 
3- Lula: Limpar a Lula e colocar no papel alumínio e congelador. Outra forma: enrolar a lula sem limpar no papel alumínio e congelador. Limpar na hora de iscar.
 
 
 
 
Essas iscas vão durar muito tempo, evitando perdas. Em algumas pescarias no empongamos e levamos tudo para praia não é? Assim divididas, as iscas duram muito mais fazendo com que a gente economize um bom dinheiro.
 
OBS: Além da isca fresca, temos que ter muito carinho na hora de colocar a isca no anzol. É essencial uma boa iscada, e isso veremos na próxima matéria.
 
Espero ter Ajudado.
Gabriel Ferreira (Diretor de Pesca – PCP)