Torneio São Sebastião 2014

ART. 1°. – DA DEFINIÇÃO E DOS OBJETIVOS

O evento é composto por duas provas distintas. A primeira é a PROVA DE LANÇAMENTO SEZEFREDO HERZ e a segunda a PROVA DE PESCA CARLOS PINTO, ABERTA A QUALQUER PESCADOR, destinando-se ao engrandecimento do desporto da pesca amadora competitiva. Tem como meta prioritária o lazer e a confraternização entre os adeptos da pesca e lançamento.

– A prova de Lançamento de caráter interclubes e individual será realizada no Sábado dia 18/01/2014;

– A prova de Pesca será realizada no Sábado, dia 19/01/2014 na Praia de Jaconé;

 

ART. 2°. – AGENDA DO EVENTO
6ª Feira (17/01/14)

– Recepção dos atletas.

Sábado (18/01/14)

– 07:00 – Café da Manhã (não incluso)

– 08:00 – Prova de Lançamento

Domingo (19/01/14)

– 08:00 – Prova de Pesca

– 16:00 – Premiação.

– Sugestão de Pousadas:
– Pousada SERRA E MAR (Sra. Ema): 22-26521188 ou 22-99397379
– Pousada JULIAS: 22-26511852 ou 22-26517522
– Pousada VEM VIVER (Sr. Alegio): 22-98983806 ou 22-92293778
– Pousada Visão do Mar (Sr. Francisco) 22-26521504 ou 21-99988030

ART. 3º – INSCRIÇÕES

– Fazer chegar ao endereço do Pampo a Ficha de Inscrição com o Depósito bancário na conta do Pampo Clube de Pesca, em crédito único, representando todos os inscritos do Clube visitante até na quarta-feira que antecede a prova (pampo@pampo.com.br).

– A inscrição, ao preço único de R$ 80,00 para cada atleta, é válida para os dois dias de Provas.

– O Valor individual de cada modalidade é de R$ 40.

Favorecido: Pampo Clube de Pesca

Banco: Itaú

Agência: 0310

CTA: 80835-7

CNPJ: 34.127.126/0001-43

– Obs.: Os clubes deverão fazer chegar ao PCP a licença de pesca do MIN. Da PESCA válida na data do SORTEIO (02/5.1), cujo número obrigatoriamente deverá constar da Ficha de Inscrição sem o que não poderão participar.

ART. 4º – DO SORTEIO DE BOXES E ORDEM DE LANÇAMENTO

O sorteio dos boxes e da ordem de lançamento será feito na Quinta-feira que antecede o evento, com a presença do árbitro, estando convidados os inscritos a assisti-lo as 20:00 h na sede do PCP.

ART. 5º – DO EXERCÍCIO DA PESCA

5.1 DO EXÉRCÍCIO DA PESCA:
Do Exercício da Pesca

5.1.2 – Os peixes capturados terão validade, ainda que apresentem o anzol enganchado por fora da boca ou tenham sido mutilados.

5.1.3- No caso de uma peça ser capturada pela boca ou por fora da boca por mais de um pescador, o árbitro deverá ser chamado para que, no ato, corte a barbatana caudal e a acondicione em saco separado. Ao final da prova os pontos correspondentes a essa peça serão repartidos entre os dois atletas.

5.1.4- Se uma peça for capturada por mais de um pescador sendo um pela boca e outro por qualquer parte do corpo, os pontos correspondentes, a essa peça serão integralmente daquele que a capturou pela boca.

5.1.5- Peças capturadas em chicotes arrebentados (linha partida) não serão válidos e deverão ser cortados na cauda e, se possível, entregues ao árbitro.

5.1.6- O árbitro poderá recusar peças cuja aparência demonstre que não houve o necessário cuidado em sua preservação, sendo a avaliação da invalidez critério exclusivo do árbitro.

5.1.7- Na captura de uma peça que faça parte da tabela do IBAMA (IN nº 053/2005) apresentando mutilação, o tamanho restante do peixe deverá possuir o tamanho mínimo da espécie.

– Das Disposições Gerais

5.1.8 – As provas de pesca serão realizadas em raia única, para cada categoria e disputadas em 2 ETAPAS de 120 minutos com intervalos de 30 minutos para troca de Box.

5.1.9 – Os sinais sonoros serão dados através de tiros de morteiros e sinalizarão o início e o fim de cada etapa.

5.1.10 – Após o sinal sonoro de encerramento o atleta terá 2 minutos para retirar o peixe da água.

5.1.11 – O atleta poderá utilizar um material por vez em ação (vara com molinete ou carretilha montados com chicote, rabicho/parada com até 02 (dois) anzóis iscados e chumbada. Pode, ainda, a seu critério, manter na reserva até duas varas com carretilha ou molinete com a linha  passada pelos passadores, com chicotes e sem anzóis.

5.1.12- Não será permitido o uso de anzóis conjugados (garatéias).

5.1.13 – É permitido o uso de anzóis iscados ou chicotes na reserva, no entanto, após o arremesso, os peixes devem ser retirados imediatamente do chicote e ensacados sob pena de desclassificação.

5.1.14 – Os atletas deverão efetuar seus arremessos em linha perpendicular à raia. Caso a linha invada a raia vizinha (por arremesso mal feito ou por efeito da correnteza), havendo reclamação do concorrente ao lado, a linha deverá ser recolhida imediatamente para novo lance.

5.1.15 – O concorrente poderá ultrapassar a raia vizinha unicamente na ação de recolhimento de peça capturada.

5.1.16 – Será permitido o uso de flutuadores à razão de um para cada pernada de anzol com tamanho não superior a 1,5 cm, ou pesos outros entre os engates.

5.1.17 – O atleta não pode sair da raia sem autorização prévia do árbitro, nem ingressar na mesma depois da prova iniciada sem apresentar-se ao árbitro para a devida autorização.

5.1.18 – É proibido engodar, sendo considerado como tal:

A) cuspir dentro d’água qualquer coisa que esteja mastigando;

B) colocar iscas exageradas (de acordo com as características da prova) em apenas um dos anzóis, esmagar animais e/ou iscas e deixá-los no chão para serem levados pelas ondas ou realizar atos assemelhados que possam levar o Árbitro considerá-los como objetivando engodar. Ex.: siris, maria-farinha etc;

5.2 DAS ISCAS:
A isca será LIVRE – Morta – In Natura

5.3 DOS PEIXES:
– Em todas as provas será observado o tamanho mínimo definido para as diversas espécies, conforme a tabela do IBAMA (IN nº 053/2005). Abaixo, relacionamos algumas espécies de captura mais comum no nosso litoral:

Nome Vulgar Nome Científico Tamanho Mínimo (cm)
Anchova Pomatomus saltatrix 35
Bagre Cathorops spixii 12
Cação listrado/Malhado Mustelus fasciatus 100
Cação Martelo Sphyrna zygaena / S. lewini 60
Corvina Micropogonias furnieri 25
Garoupa Epinephelus marginatus 47
Linguado Paralychthys brasiliensis / P. patagonicus 35
Miraguaia Pogonias cromis 65
Papa-terra ou Betara Menticirrhus litoralis 20
Peixe Espada Trichiurus lepturus 70
Peixe Rei Odonthestes bonariensis / Atherinella brasiliensis 10
Sardinha Opisthonema oglinum 15
Tainha Mugil platanus / M. liza 35

– Tendo em vista a dificuldade para um leigo em identificar os espécimes Menticirrhus littoralis e Menticirrhus americanus (papa terra branco e betara), principalmente, os juvenis, fica estabelecido o tamanho mínimo de 20 cm para ambas as espécies.

5.3- Serão validas as espécies de peixes, respeitando eventuais peixes cuja pesca esteja proibida por lei, ou pela portaria 53/2005 do IBAMA, EXCETUANDO-SE: Baiacús (Exceção do Arara), Marias da Toca, Macacos , Mangangás.

5.4 Ao término da prova o saco com os peixes será recolhido pela Organização na areia e por ela transportados até a Pesagem – Devem estar lacrados e identificados com a etiqueta fornecida pelo PCP.

5.5 O Atleta que for flagrado mudando de setor com os peixes no saco não fechado com o cordel terá todos nele contidos ou fora dele (no balde) invalidados.

5.6 A prova terá duração de 04 horas, com um intervalo de 30 minutos para troca de setor (apenas uma).

5.7 DO MATERIAL DE PESCA

Basicamente o equipamento de pesca permitido é o seguinte:

a) – Varas de pesca de tamanho livre, providas de molinetes ou carretilhas.
b) – Carretilha ou molinete de qualquer tipo ou procedência.
c) – Chicotes com até 02 anzóis convencionais de ponta única.
d) – Chumbadas (pesos) livres desde que com densidade maior que a da água.
e) – Bicheiros e puçás.
f) – Calões (secretárias, descansos e esperas) livres.
g) – BALDE pessoal obrigatório;

5.8 Da Pontuação

Será utilizada a Pontuação de 1 Ponto por Peça e 1 Ponto por Grama.

ART. 6 – Exercício do Lançamento:

Os atletas deverão seguir as regras da CBPL para as provas de Lançamento Limitado. (Linha 0,28 e Arranque Minimo 0,60) Ao final da prova serão medidos os lances e atribuídos pontos COSAPYL para os atletas em sua respectiva categoria.
ART. 7 – PREMIAÇÃO DA PESCA:

  • Categoria MASCULINA: – Troféu do 1º ao 5º lugares;
  • Categorias FEMININO – JUVENIL – MASTER – SENIOR: – Troféu do 1º ao 3º lugares;
  • Maior peça : 01 troféu;

ART. 8 – PREMIAÇÃO DO LANÇAMENTO:

  • Categoria MASCULINA: – Troféu do 1º ao 5º lugares;
  • Categorias FEMININO – JUVENIL – MASTER – SENIOR: – Troféu do 1º ao 3º lugares;
  • Maiores Tiros : 01 troféu;

ART.9 – PREMIAÇÃO POR CLUBES:

Troféus para o patrimônio do Clube de primeiro a terceiro lugar na Pesca e no Lançamento.

Classificam-se os clubes pela soma de pontos/posição do melhor atleta de cada categoria,
Ex: M 1 + MT 5 + SR 3 + F 2 + J 3 =14

OBS: Critério de desempate pela Regra = 1º Pelo maior numero de peças apurado pela soma dos atletas que pontuaram = 2º Pelo maior peso total. = 3º Pela maior peça = 4º Por sorteio.